Em Busca da Liberdade Financeira: 5 Dicas de Como Gerenciar Dívidas - Novo Post

Em Busca da Liberdade Financeira: 5 Dicas de Como Gerenciar Dívidas

Se você possui dificuldades para organizar sua vida financeira e quer gerenciar melhor suas dívidas, é preciso fazer mudanças de atitudes para encontrar um equilíbrio financeiro. Umas das tarefas primordiais é analisar dívidas, seja você negativado ou não, é preciso ter um controle sobre os seus gastos, principalmente antes de contrair novas dívidas. Assim você pode recuperar o controle e a autonomia sobre suas finanças.

Esse é um processo que pode levar tempo e aparentar ser bastante desafiador a princípio, mas não desanime, pense em seguir um passo de cada vez até o seu objetivo final. A primeira coisa a se fazer, é buscar conhecimento sobre o assunto, pesquisar e entender estratégias simples que podem ser aplicadas em seu cotidiano para obter resultado a longo prazo. Pensando nisso, separamos dicas essenciais para guiar o seu caminho em direção a uma organização financeira, especialmente em relação ao gerenciamento de dívidas.

1. Análise e entenda a sua situação financeira

Muitas pessoas desejam começar tomando medidas drásticas ou agindo antes de ponderar o suficiente sobre a situação. Entendemos que há casos que demandam uma resposta mais urgente, mas, se possível, é aconselhado tomar decisões conscientes e racionais antes de fazer qualquer coisa, até mesmo antes de iniciar o seu gerenciamento de dívidas. Não é apenas pagar tudo de uma vez, é necessário realizar uma análise para entender por completo a sua situação financeira, assim você pode ver com clareza quais são seus recursos e encontrar soluções que caibam dentro da sua realidade.

Para ajudar nesse processo de análise, você pode criar uma lista com todas as suas dívidas, incluindo cartões de crédito, financiamentos, empréstimos e demais compromissos financeiros que você tem no momento. Anote todas e também acrescente o valor, as taxas de juros e as datas de vencimento. Assim você pode ter uma visão clara de suas dívidas, o que será fundamental para estabelecer estratégias eficientes.

2. Faça um orçamento realista

Após analisar e compreender a sua situação financeira, prossiga para elaborar um orçamento alinhado com os seus recursos e objetivos. É importante que esse orçamento seja realista para que você tenha mais chances de conseguir segui-lo. Você pode observar seus gastos mensais, ver onde pode reduzir as despesas e juntar dinheiro para quitar suas dívidas. Uma boa estratégia é priorizar o pagamento das dívidas em dias, para evitar incidência de juros. É possível montar o seu orçamento com ferramentas online, como planilhas e aplicativos, ou então você pode fazer à mão, em um caderno ou bloco de notas.

3. Negocie suas dívidas

Ao negociar suas dívidas, você pode encontrar descontos expressivos e propostas vantajosas, para isso, é preciso estar aberto a dialogar com os credores a fim de encontrar soluções melhores. Pode acontecer de você receber propostas por ligação ou e-mail, mas, antes de realizar o pagamento, certifique-se de que se trata de uma fonte oficial e confiável. É possível que você encontre planos de pagamento mais flexíveis, redução de taxas ou até mesmo um acordo para quitar a dívida por um valor menor.

A consolidação de dívidas também pode ser uma opção, que consiste em reunir várias dívidas para pagar de uma vez só, com uma taxa de juros mais baixa. Essa alternativa pode tornar mais simples o processo de pagamento, já que será possível pagar o valor de todas dívidas em parcelas. Contudo, é importante observar os termos e as taxas da consolidação antes escolher essa opção, pois às vezes a consolidação pode ser uma estratégia eficaz, mas em outros casos, pode resultar em custos a mais, o que pode não compensar.

3. Busque uma renda adicional

Se você tem boa parte do seu orçamento mensal já comprometido, pode ficar difícil separar dinheiro para quitar suas dívidas, por isso busque formas de conseguir uma grana extra. Freelances, trabalho temporário ou atividades paralelas que possam gerar renda adicional podem ser uma solução. Esse valor extra pode ser destinado para pagar as dívidas e melhorar a situação.

4. Continue aprendendo sobre educação financeira

O conhecimento é uma ferramenta valiosa, por isso investir em educação financeira pode ser fundamental durante o seu caminho em busca do equilíbrio financeiro e evitar mais endividamento. Procure cursos online, leia livros sobre finanças pessoais e participe de workshops. Assim, você pode desenvolver habilidades financeiras e tomar decisões informadas.

Dica extra: Desenrola Brasil

O programa Desenrola Brasil foi criado pelo governo federal com o objetivo de promover a renegociação das dívidas negativadas de 2019 a 2022, com valor inferior a R$ 20 mil. Desse modo, oferece uma oportunidade para que os brasileiros possam encontrar acordos vantajosos e quitar suas dívidas, a fim de limpar o nome nas listas de negativados. Assim, é possível voltar a ter acesso a crédito no mercado e ainda obter aumento no score nos serviços de consulta de nome.

Na plataforma do Desenrola, você pode optar pela melhor proposta de renegociação dos bancos, até mesmo de instituições que você não tem conta. Assim, você pode escolher a proposta que oferece as melhores taxas. Também é possível reunir todas as dívidas para que sejam financiadas todas no banco, e o valor negociado pode ser parcelado. O processo é feito todo pelo site do programa, mas quem possui dificuldade de acesso pode ir nas agências, como do Banco do Brasil e da Caixa Econômica e pedir ajuda aos profissionais.

A primeira etapa começou em julho de 2023, mas o programa foi prorrogado até 31 de março de 2024. Desse modo, é possível fazer a negociação diretamente na plataforma. Um grande diferencial é que agora o site passa a aceitar pessoas que possuem o certificado de nível bronze na conta Gov.br. Isso tornou o procedimento mais acessível em relação a antes, quando era preciso ter certificado prata ou outro para acessar o programa. De acordo com o site do Gov, 12,7 milhões de pessoas se encaixam no perfil do programa e possuem conta bronze.

Gostou do conteúdo?

Um dos primeiros passos para recuperar a sua autonomia financeira é organizar as suas dívidas e estabelecer estratégias para quitá-las. Isso pode ser uma tarefa desafiadora a princípio, mas com as estratégias certas e as informações necessárias, você pode entender melhor como gerenciar suas dívidas. O Novo Post está empenhando em trazer conteúdos atualizados com uma abordagem mais clara e acessível sobre educação financeira. Acompanhe o nosso site para mais informações!

Recomendados para você

CDB

CDB e CDI: Entenda a Diferença e Como Funcionam

CDB e CDI, essas são duas siglas do mundo do investimento que andam lado a lado e podem acabar sendo facilmente confundidas devido à sua proximidade. A grande questão é que as duas não são a mesma coisa e possuem diferenças significativas, então, se você possui interesse na área de

Cadastro Positivo

Além do Score de Crédito: Entenda o Cadastro Positivo

O Cadastro Positivo, uma inovação no universo financeiro, tem se destacado como uma ferramenta revolucionária que visa redefinir a maneira como as instituições avaliam o crédito dos consumidores. Ao contrário dos modelos tradicionais que se baseiam principalmente em informações negativas, o Cadastro Positivo busca proporcionar uma visão mais abrangente e

Serasa Score

Como Aumentar a Sua Pontuação no Serasa Score?

Em meio ao complexo panorama financeiro moderno, uma pequena pontuação numérica desempenha um papel de importância na vida de milhões de brasileiros: o Serasa Score. Para muitos, essa pontuação ainda permanece envolta em mistério, deixando dúvidas sobre o que é, como funciona e, acima de tudo, por que é tão