Saiba Tudo Sobre Consórcio: Como Funciona, Vantagens e Desvantagens - Novo Post

Saiba Tudo Sobre Consórcio: Como Funciona, Vantagens e Desvantagens

Se você deseja adquirir um bem e não possui os recursos financeiros o suficiente para realizar a compra, o consórcio pode ser uma alternativa para você. Esse é um produto financeiro comum no Brasil, sendo bastante utilizado para compra de carros e imóveis. Durante a sua jornada em busca de formas de conseguir bens, você pode se deparar com o financiamento e com o consórcio, mas é importante destacar que há diferença entre essas duas modalidades, e é importante entender como cada um funciona antes de decidir qual produto contratar.

Neste artigo, reunimos as principais informações sobre o consórcio, a fim de fornecer o conteúdo necessário para guiar a sua jornada financeira de sucesso. Entendendo como funciona o consórcio, quais são suas vantagens e desvantagens, você será capaz de tomar uma decisão informada e ponderar se o produto é uma boa opção ou não para você.

O que é o consórcio?

De acordo com o blog do Itaú, o consórcio é a união de um grupo de pessoas para adquirir um bem pagando parcelas mensais e sem juros. Já a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), define o consórcio como uma modalidade de compra baseada na união de pessoas em grupos, com a finalidade de formar poupança para a aquisição de bens móveis, imóveis ou serviços.

É considerado um meio de autofinanciamento, pois é formado uma poupança coletiva gerenciada por instituições com autorizadas e fiscalizados pelo Banco Central. O modelo de consórcio que surgiu no Brasil funciona na forma de sorteios e lances, e tem forte ligação com a indústria automobilística. Uma vez que foi a partir da formação de um grupo de pessoas que desejavam adquirir automóveis que o consórcio surgiu, em 1960.

Um grupo de consórcio pode ser formado por pessoas físicas ou jurídicas com a intenção de comprar um bem ou serviço. Os participantes do grupo assumem o compromisso de pagar as parcelas mensais necessárias, enquanto aguardam a sua chance de ser contemplado. Vale destacar que cada pessoa do grupo é contemplada de maneira separada, é preciso que todos contribuam para que o objetivo final seja alcançado por todos. Até mesmo se a pessoa já for contemplada no início, ela precisará continuar pagando as parcelas durante o tempo definido no contrato.

Como funciona?

Já vimos que o consórcio é formado por um grupo de pessoas que possuem a intenção de comprar um bem e para isso contribuem com parcelas mensais no fundo comum, agora vamos entender melhor como isso funciona. Para participar de um consórcio, é preciso, antes de tudo, buscar uma administradora de consórcio autorizada pelo Banco Central. Será preciso apresentar alguns documentos e comprovar renda, também será feito um contrato especificando a quantidade de parcelas, os valores e as condições do produto.

A instituição responsável irá administrar o funcionamento do consórcio, organizar o grupo de pessoas e cuidar do dinheiro arrecadado. Cada membro do consórcio precisa pagar parcelas mensais durante o período estabelecido, um fato interessante é que todas as parcelas tem o mesmo valor, também definido no contrato. Desse modo, o dinheiro vai formando o fundo comum, atingindo a quantia necessária para a aquisição do bem. Durante esse período, acontecem sorteios da carta de crédito, quem obter essa carta consegue crédito para compra do bem.

Acontece também das pessoas realizarem lances com a intenção de conseguir mais chances de contemplação. Os lances podem ser livres, fixos ou de antecipação, e quem oferecer mais dinheiro leva o bem. Mas isso não pode ser feito de qualquer maneira, os critérios da oferta e desempate de lances precisam ser definidos no contrato. Nos lances livres, a pessoa oferta o valor que desejar e o maior lance ganha, geralmente é feito um cálculo do percentual, utilizando o valor do crédito e do acordo. No lance fixo, deve ser ofertado um percentual fixo de 50% ou 25% do valor do crédito, de acordo com a característica do seu grupo. E no caso do lance de antecipação, consideram-se todas as parcelas pagas antecipadamente.

O processo de pagamento de parcelas ocorre até o prazo estabelecido em contrato, quando estima-se que todos os membros sejam contemplados com a carta de crédito para adquirir o seu bem. Uma questão muito importante é que os membros do consórcio precisam continuar realizando o pagamento das parcelas até o final do período estabelecido no contrato, mesmo que já tenham sido contemplados. É preciso seguir com o pagamento para que o objetivo final em comum seja atingido.

Vantagens

  • Não precisa de entrada: para fazer um consórcio não é necessário desembolsar um capital inicial, como é o caso em financiamentos. Basta arcar com as parcelas estabelecidas no contrato, então você pode se programar para isso e escolher uma alternativa com parcelas que caibam em seu orçamento.
  • Possibilidade de utilizar o FGTS para dar lances: durante o pagamento do consórcio, você pode utilizar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço para dar um lance e ter mais chances de ser contemplado rapidamente.
  • Não tem a cobrança de juros: as parcelas do consócio estão isentas de juros, porém na parcela está inclusa a taxa de administração.
  • Poder de compras à vista: ao ser contemplado com a carta de crédito, a pessoa pode conseguir melhores chances de compras à vista.

Desvantagens

  • É preciso economizar: as parcelas do consórcio demandam uma grande organização financeira e também economia, pois é um compromisso assumido a longo prazo. Outra questão é que esse dinheiro economizado poderia ser investido e trazer mais retorno.
  • Prazo de recebimento: uma grande desvantagem do consórcio é o prazo de recebimento da carta de crédito. Pode demorar bastante para que você seja contemplado e consiga comprar o bem, inclusive, tem a possibilidade de você ser o último a ser contemplado. Então essa pode ser uma opção desfavorável para quem tem pressa para adquirir o bem.
  • Risco de inadimplência: como o consórcio é feito em grupo, tem o risco de algum participante não pagar as parcelas. Então é importante consultar quais riscos isso vai trazer para você e para o grupo.

Considerações finais

O consórcio é uma alternativa bastante comum para quem deseja adquirir um bem, mas antes de contratar esse produto financeiro, é importante compreender o seu funcionamento e suas condições, assim você pode tomar uma decisão mais consciente. Tendo isso em vista, o Novo Post trouxe as principais informações sobre o consórcio, inclusive as vantagens e desvantagens, assim você pode ponderar e ver se essa é uma opção viável para você.

Recomendados para você

Diversificar Carteira de Investimentos

Carteira de Investimentos: O Que Saber Antes de Diversificar

A diversificação é a pedra angular de qualquer estratégia de investimento sólida, essencial para maximizar os retornos da sua carteira de investimentos e reduzir os riscos inerentes ao mercado financeiro. Ao distribuir investimentos em uma variedade de classes de ativos, setores e regiões geográficas, os investidores podem construir carteiras resilientes,

Rendimento Automático

Quer Guardar Dinheiro? Conheça 12 Bancos Digitais com Rendimento Automático

Nos dias de hoje, a busca por maneiras eficientes de economizar e investir dinheiro tornou-se uma prioridade para muitos indivíduos. Com a ascensão da tecnologia financeira, ou fintechs, os bancos digitais emergiram como uma alternativa popular aos bancos tradicionais: o rendimento automático sobre os saldos das contas correntes ou poupanças.

Parcelamento de Compra à Vista

Saiba Como Funciona o Parcelamento de Compra à Vista no Cartão de Crédito

No mundo contemporâneo, o parcelamento de compras à vista tornou-se uma prática comum e conveniente para muitos consumidores em diversas partes do globo. A possibilidade de adquirir bens e serviços dividindo o pagamento em parcelas menores oferece uma flexibilidade financeira que se ajusta às necessidades e realidades econômicas dos indivíduos.